Conferência de Bonn: financiamento climático e mercado de carbono dominaram conversas iniciais

Países ricos argumentam que não conseguem arcar sozinhos com montante sugerido por grupo G77+China

Conferência de Bonn: financiamento climático e mercado de carbono dominaram conversas iniciais — Foto: Getty Images

A Conferência sobre Mudança Climática ,que acontece todos os anos em Bonn, na Alemanha, entra na sua segunda e última semana. Nas conversas iniciais, os negociadores do objetivo financeiro pós-2025, conhecido como Novo Objetivo Coletivo Quantificado (NCQG), começaram a trocar opiniões sobre um projeto de texto de 63 páginas.

Os detalhes ainda não foram revelados, mas, enquanto isso, o Grupo Árabe apresentou uma proposta de que os governos ricos deveriam arrecadar US$ 1,1 trilhão (aproximadamente R$ 5,8 trilhões) por ano entre 2025 e 2029 e repassar para as nações mais pobres para que essas possam reduzir as emissões, se adaptarem às mudanças climáticas e lidarem com os danos ambientais

O grupo, apoiado pelo G77+China, sugeriu que as grandes economias poderiam adotar impostos sobre transações financeiras, sobre empresas de defesa, moda e tecnologia. Mas esses países, segundo o Climate Home, insistem que não conseguem desembolsar todo o dinheiro e pedem ajuda. O negociador da União Europeia disse que o NCQG deveria ser um “esforço global” e, o do Canadá, que deveria vir de um “amplo conjunto de contribuintes”.

As nações em desenvolvimento, no entanto, afirmam que as desenvolvidas têm o dinheiro, e argumentam que o que está em questão é se existe vontade política para dar prioridade às mudanças climáticas.

Outro motivo de divisão entre os grupos é a inclusão de uma submeta para perdas e danos no NCQG. Enquanto os países em desenvolvimento querem isto, os desenvolvidos se opõem. Questionado sobre a razão pelo portal especializado, o negociador da UE respondeu que o Acordo de Paris “não fornece qualquer base para responsabilidade ou compensação” e que o financiamento climático no âmbito do NCQG deve consistir em apenas duas categorias, mitigação e adaptação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bio Nature Brazil
Enviar por WhatsApp
Rolar para cima

Cookies e politicas de privacidade

Ao acessar este site você concorda com nossos termos de politica e privacidade, por favor, consulte regularmente os nossos termos de serviço.